'Safra total de café de 2022 foi estimada em 50,38 milhões de sacas de 60kg e representa aumento de 5,6% em relação à produção de 2021'

A safra total dos Cafés do Brasil que foi estimada para o presente ano de 2022 totaliza um volume físico equivalente a 50,38 milhões de sacas de 60kg. Desse total, 32,41 milhões de sacas são da espécie Coffea arabica, a qual representa em torno de 64% da safra brasileira, e, adicionalmente, 17,97 milhões de sacas da espécie Coffea canephora (robusta e conilon), que corresponde a 36% do volume total a ser colhido em 2022. Neste caso, o total das sacas colhidas na safra corrente de 2022 representará um aumento de 5,6% em relação à safra anterior.

A produtividade média da safra 2022, em nível nacional, incluindo as duas espécies de cafés (C. arábica e C. canephora), foi calculada em 27,4 sacas por hectare, o que corresponde a um aumento médio de 3,7% em relação à safra anterior. E, especificamente, em relação ao café arábica a produtividade foi estimada em 22,3 sacas por hectare, volume que denota um aumento de 2% em relação à produtividade da safra anterior. E, quanto aos cafés ‘robusta+conilon’ a produtividade será de 46,2 sacas por hectares, as quais corresponderão a um incremento médio de 6,6%, na mesma base comparativa.

Tais dados da performance da produção e da produtividade dos Cafés do Brasil, ora em foco, foram obtidos levando-se em consideração que estão sendo destinados atualmente 2,24 milhões de hectares para a cafeicultura nacional, dos quais 1,84 milhão de hectares contemplam todas as lavouras em produção, e que, adicionalmente, 401 mil hectares destinam-se a áreas em formação, nas cinco regiões geográficas do País.

Neste contexto, vale acrescentar que os dados e informações estatísticas que estão permitindo realizar e divulgar esta análise da produção dos Cafés do Brasil foram obtidos do Acompanhamento da safra brasileira CAFÉ – Terceiro Levantamento – Setembro 2022, da Companhia Nacional de Abastecimento – Conab, o qual está disponível na íntegra no Observatório do Café, do Consórcio Pesquisa Café, coordenado pela Embrapa Café

Leia esta DIVULGAÇÃO na íntegra na página da Embrapa Café e do Observatório do Café e do Consórcio Pesquisa Café.

 

Autor:

Assessoria