Já está disponível a relação dos produtos que receberão o bônus do Programa de Garantia de Preços para a Agricultura Familiar (PGPAF). O documento foi publicado no Diário Oficial da União desta terça-feira (10). A relação é atualizada mensalmente. A lista entra em vigor em 10 de maio e tem validade até o dia 9 de junho. Foi incluído na atual lista de bonificação: a borracha no Maranhão.

A Companhia Nacional Abastecimento (Conab) é o órgão responsável pela realização do cálculo do bônus. Ele é calculado com base no valor médio de mercado e descontado dos financiamentos do Pronaf.

A lista manteve o bônus para o feijão caupi no Amapá, Mato Grosso e Tocantins, para o açaí no  Acre. No caso da banana, permanece o bônus para Alagoas e Pernambuco. Já a juta/malva continua com bônus no Amazonas, e o maracujá, no Ceará. O cacau cultivado também segue com o bônus no Amazonas. 

O maior bônus concedido foi de 31,55%, para o maracujá, no Ceará, e o segundo maior foi concedido para o açaí (27,89%) no Acre, seguido do feijão caupi no Amapá, com 22,8%.

Dois estados deixarão de bonificar: o Amapá, para o produto açaí, e o Maranhão, para o feijão caupi.

O agricultor beneficiado pelo PGPAF utiliza o bônus como desconto nas parcelas de financiamento do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).

Clique aqui e acesse a lista completa na portaria publicada no Diário Oficial.

Fonte/Autor:

Assessoria