A equipe do 1º Conselho Tutelar teve em 2019 um dos anos mais movimentados desde da sua criação, em Ji-Paraná. Responsável por atender uma região com mais de 55 mil pessoas, os conselheiros prestam diversos tipos de atendimentos, direcionados a proteção da criança e do adolescente como a evasão escolar, negligência, exploração e abusos sexual, medidas de proteção entre muitas outras. Uma das constatações de 2019 foi que a maioria das denúncias chegam ao conselho através dos pais das vítimas.

Com a sede localizada na rua Mato Grosso próximo à avenida Ji-Paraná do bairro, Urupá, primeiro distrito, o 1º Conselho, ligado ao Conselho Municipal dos Diretos da Criança e do Adolescentes (Cmdca), oferece vários tipos de atendimento como termo de entrega e responsabilidade, realização de palestras e acompanhamento de diversos tipos de casos, até em situação quando o menor envolvido precisa ser encaminhado a outro município. “Além do atendimento diário, também a equipe atende em regime de plantão”, lembrou Leandra Brito. O município de Ji-Paraná, conta com dois conselhos tutelares que atendem o 1º e 2º distrito, respectivamente. A população atualmente é estimada em mais de 140 mil pessoas.

Os dados, referentes ao terceiro quadrimestre de 2018/29, mostra uma pequena redução no atendimento de alguns casos atendidos pelo primeiro Conselho Tutelar como exemplo, ocorrência de Exploração Sexual. Por outro lado, casos de Negligência e Evasão Escolar, cresceram dentro deste período.

Números

Medita de Proteção 2018 (20) – 2019 (43), Abuso Sexual 2018 (16) – 2019 (26), Exploração Sexual 2018 (00) – 2019 (04), Negligência 2018 (75) – 2019 (100), Evasão Escolar 2018 (129) – 2019 (169). Os bairros com maiores incidências são: Bela Vista 2018 (18) – 2019 (05), Bosques dos Ipês 2018 (45) – 2019 (41), Jardim dos Migrantes 2018 (26) – 2019 (25), Jardim Presidencial 2018 (33) – 2019 (31), Novo Ji-Paraná 2018 (34) – 2019 (20) e Parque São Pedro 2018 (18) – 2019 (16). E como chegam essas denúncias: Mãe 2018 (11) – 2019 (25), Pai 2018 (01) – 2019 (29), Escola 2018 (17) – 2019 (90), Órgãos Públicos 2018 (18) – 2019 (25) e através de Anônimos 2018 (24) – 2019 (42).

Autor:

Jornal,

Diário da Amazônia